Colaborar?

3-08-2008. O blogue do Grande Estuário é uma plataforma de publicação e discussão aberta aos temas da metamorfose civilizacional que se aproxima.

O actual paradigma energético está esgotado, e cada dia de inacção e comodismo é uma acha mais para a fogueira de vaidades e egoísmos que consumirá a nossa adorada sociedade de consumo.

O aquecimento global é a mais imediata e catastrófica ameaça à sobrevivência do planeta tal qual o conhecemos há dez mil anos. Já se perguntaram porque é que as gaivotas invadiram a cidade do Porto? Já repararam na abundância repentina de rolas e melros na cidade de Lisboa? Já alguém ouviu a insuportável gritaria dos piriquitos africanos que invadiram Barcelona? Já algum de vós esteve debaixo de uma nuvem hitchockiana de estorninhos furiosos a caminho dum parque urbano (eu presenciei o fenómeno, aliás, residente, na cidade de Tarragona)? Já viram as cegonhas aninhadas nas estruturas de sinalização da auto-estrada A10 ao chegar a Viseu? Sim, a Viseu! Já ouviram falar nos macacos e crocodilos que assaltam Sidney? E nos coyotes-lobo e ursos que pelo calar da noite rodeiam as cidades americanas? E no mortal mosquito africano que transmite a Febre Amarela e o Deng, chegado à Madeira em 2005? E… nos desgraçados náufragos da Mauritânia que demandam, nos seus barcos de pesca inúteis, as praias europeias das Canárias, depois de as frotas pesqueiras europeias, e sobretudo espanholas, destruírem as economias locais?

A guerra pelos recursos hídricos, alimentares e energéticos está em pleno desenvolvimento e está a conduzir o mundo à tragédia.

Este blogue destina-se a dar conta disto mesmo, ao mesmo tempo que aponta visões críticas independentes sobre os problemas.

Se quiseres colaborar, escreve-nos uma mensagem descrevendo as tuas intenções, disponibilidade e trabalho, nomeadamente documental e editorial, já realizado neste domínio.

Se as tuas intenções forem elegíveis, abriremos uma conta de acesso a este blogue, por 3 meses, para assim poderes colaborar connosco numa base mais estruturada do que a permitida pelo simples comentário.

António Cerveira Pinto
o Grande Estuário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s